10 Erros Que Afastam Candidatos Dos Recrutadores (e como os resolver!)

Nas minhas sessões formativas com recrutadores, ouço sempre falar de um certo desfasamento de motivações entre eles e os candidatos.

Neste artigo, mostro-lhe 10 posturas diferenciadoras e que dificultam esta relação.

 

Razões para Desfasamento Recrutadores Candidatos

 

Nunca consigo encontrar os candidatos ideiais!

Porque não me respondem aos emails?

 

1. Utilização do Linkedin

Os recrutadores usam a rede todos os dias na procura de candidatos mas eles usam-na muito pouco.

E se for um profissional que não procura incansavelmente novos desafios (85% dos utilizadores no Linkedin), as visitas à rede vão acontecer semanal ou até mensalmente para aceitar os convites que se vão acumulando. A sua ação limita-se a esta atividade, não participando em grupos nem visualizando as atualizações de estado. Grande parte desses utilizadores estão pouco informados sobre a rede e não percebem o seu funcionamento. Esta motivação nem sempre é bem entendida pelos recrutadores!

 

2. Perfis Completos (Campeão)

Os recrutadores normalmente apresentam perfis completos mas os candidatos NÃO!

A pesquisa no Linkedin pode se tornar frustrante porque os candidatos não apresentam perfis completos. Aliás muitos deles não têm cuidados e vão apresentando dados muito incompletos e desatualizados sobre a sua experiência profissional.

Esta imprecisão provoca uma dificuldade acrescida dos recrutadores em encontrar estes profissionais. A pesquisa Linkedin vai devolver resultados de perfis completos e só depois surgem os restantes perfis! E claro não vão conseguir encontrar utilizadores que apenas têm o seu nome e uma ou duas atividades profissionais e nem sequer estão associados à sua empresa atual.

Ler artigo: 10 Erros de Configuração do Perfil Linkedin 

 

Clique AQUI para saber os maiores segredos sobre a Procura de Emprego através do Linkedin (e que nunca ninguém lhe ensinou)


 

3. Endereços de Email

Os recrutadores usam o seu email institucional no Linkedin mas os candidatos usam um email secundário ou até criado para gerir informações oriundas do Linkedin.

Quantas mensagens e InMails são enviadas aos candidatos e que não têm resposta simplesmente porque o candidato não as recebe no seu email principal? Alguns até configuram o Linkedin para não receber qualquer mensagem no email.

Ler artigo

 

4. Pesquisa Linkedin

Os recrutadores criam mecanismos de pesquisa avançada no Linkedin na procura de candidatos mas eles ou nem sabem fazer pesquisa ou usam apenas algumas palavras.

Os candidatos apenas procuram recrutadores nas situações clássicas de procura de emprego embora mesmo assim ainda não seja muito frequente.

O candidato clássico ainda é reativo, ou seja, espera o anúncio de emprego!

Os recrutadores devem ter as palavras de Recrutador / Recrutamento / Headhunter ou outras no seu Perfil (título em especial) para poderem ser mais facilmente encontrados. A tendência do recrutamento é cada vez mais social – devem preocupar-se em desenvolver network que os irá ajudar a preencher vagas no futuro. Ler artigo –

 

5. InMail – SPAM?!

Os recrutadores usam InMail (mensagens especiais dentro do Linkedin para contacto a qualquer utilizador na rede) mas os candidatos pensam que são SPAM.

O InMail é normalmente um recurso avançado usado por recrutadores e como não é frequente receberem este tipo de mensagens, os candidatos por vezes ignoram-nas. O recrutador deverá procura outras formas de abordagem ao candidato. Ler artigo

Procura novo Emprego ou progredir na sua carreira? Veja AQUI como pode conseguir


 

6. Grupos Linkedin: Indústria ou área de Especialidade?

Os recrutadores procuram participar em grupos LinkedIn associados ao setor / indústria mas os candidatos participam em grupos associados à sua área de especialidade ou até a grupos de antigos alunos da Universidade onde estudaram. Os recrutadores devem identificar as tipologias de grupos por função ou área de especialidade – analisando grupos que constam dos perfis de alguns candidatos. Terão uma boa amostra de onde poderão estar e que normalmente está muito desfasada da tipologia de grupos dos recrutadores (maioritariamente grupos de RH) Ler artigo: Como Criar um Grupo no Linkedin para Recrutamento

 

7. Rede de Conexões – Aceitam toda a gente?

Os recrutadores querem construir estrategicamente uma boa network nas suas indústrias alvo no LinkedIn, mas os candidatos apenas aceitam amigos e/ou colegas do setor. Quantos convites são feitos e acabam sem resposta? Por vezes, os recrutadores ficam com a convicção que por terem a função de recrutadores, toda as pessoas vão aceitar! ERRADO! Muitas pessoas não querem conectar-se com os recrutadores – a menos que estejam activamente à procura de um novo projeto profissional.

POR FAVOR: Personalizem a mensagem de convite SEMPRE.

Ler artigo: Aceitam todos os convites Linkedin que recebem? 

Convites Linkedin – 10 Modelos

 

8. Linkedin Mobile ou Desktop?

A maioria dos recrutadores só usam o LinkedIn via desktop, mas mais de metade dos candidatos acedem via mobile. Aliás este ano, o acesso ao LinkedIn via mobile vai ser superior ao acesso via desktop. Muitos dos recrutadores nunca descarregaram o aplicativo móvel LinkedIn no seu dispositivo móvel.

 

9. Horários de Utilização Linkedin

Os recrutadores usam o LinkedIn de Segunda-feira a sexta-feira, das 9h às 17h, mas os candidatos têm padões de utilização bem diferentes: logo pela manhã ou noite ou então aos fins de semana. Um dos momentos mais movimentados no LinkedIn é nas noites de domingo entre 19h-22h. Se os recrutadores procuram chamar à atenção dos seus potenciais candidatos, vão ter que procurar novos horários para publicar conteúdo.

 

10. Redes Sociais de referência / outras comunidades

Os recrutadores confiam cada vez mais na qualidade do Linkedin como a única e grande referência para procura de talento, enquanto os candidatos usam outras redes sociais por opção. Em média, as pessoas usam quatro ou cinco redes sociais quando estão online – o que pode ou não incluir LinkedIn. A análise é simples! Tem que ir onde estiver o público-alvo – especialmente quando procura perfis técnicos e altamente especializados.

 

Em comentário a este artigo, Milton Biral Filho complementa, fazendo mais algumas boas análises:

1) Mais de 90% dos headhunters não dão retorno aos candidatos, razão principal do nosso recorrente descrédito;

2) Em torno de 20% dos InMails não são respondidos pelos destinatários;

3) Frequentemente os recrutadores pedem indicações, porém a minoria costuma agradecer a ajuda;

4) Mais de 90% dos headhunters aceitam os convites de conexão, mas menos de 10% se dão ao trabalho de visualizar o perfil do novo contato
Se deseja progredir na carreira, encontrar um novo emprego, ou está a procura da sua entrada no mercado de trabalho… Então convido a participar neste…

 

NOVO Workshop! “Como Encontrar Emprego e Progredir na Carreira, colocando o seu Perfil no Topo das Pesquisas dos Principais Recrutadores”


 

2 comments

  • Celia Paúl

    Boas dicas para quem procura emprego.

  • Rui

    11. Quando os RH contactam um potencial candidato usam um email template
    12. Especificam que têm uma oportunidade em aberto e nem explicam minimamente no que consiste.
    13. Desconhecem o potencial candidato oferecendo vagas que nada têm a ver com o seu percurso profissional.
    14. Desconhecimento total quando se refere à carreiras técnicas não sendo raro assistir a contradições e a requisitos sem sentido.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *