Revisão Técnica – Linkedin Chat APP

Guest Post: António Rocha Ferreira



Custo: Grátis

 

Nome: InChat App for LinkedIn – Disponível para iOS e Android versão 1.0.1

Developer: DeviceBee Technologies

iOS: https://itunes.apple.com/ca/app/inchat-for-linkedin/id575487457?mt=8

Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.devicebee.linkedinChat

 

A ideia original é o que se chama um no-brainer: possibilita chat no Linkedin com os nossos contactos.

 

A ideia é interessante, o interface visual com qualidade mas no geral a App sofre de vários constrangimentos técnicos, seja de acesso aos dados ou desenvolvimento, que a transformam de boa ideia em péssima execução.

 

A base da instalação é o iOS e a versão da App 1.0.1.

 

Primeiras impressões

Assim que a descobri realizei download e logo aí as coisas começaram mal. Primeira ligação dei autorização para acesso aos contactos, upload foi uma luta. A App caiu umas 5/6 vezes, cada vez reiniciando o upload. Se saímos do ecrã de upload, reinicia tudo outra vez. Upload geral lento mas como são cerca de 1200 contactos dou benefício da dúvida, demorou cerca de 1 hora (em que não podia usar mais nada). Num segundo teste após delete, já se manteve bastante mais estável, apenas ficando o import on hold quando se usava outras Apps. As condições de ambos os testes foram semelhantes.

unnamed

O que permite fazer?
  • Enviar e receber mensagens online e offline
  • Chat imediato com ligações LinkedIn que têm App
  • Push
  • Mensagem é guardada quando destinatário está offline, entregue assim que fica on-line

No Facebook é anunciada uma versão 2.0, com alguma melhorias:
  • Voice mail
  • Convites para a App
  • Convites para uma reunião
  • Ver updates e página inicial
  • Postar updates

Utilização dia a dia

Após o primeiro setup, as coisas parecem correr melhor. Quando puxo a App sou obrigado a autorizar o acesso outra vez mas a lista demora segundos a carregar numa ligação Wifi. 3G já é outra história… A simples navegação é lenta, o que faz chegar à conclusão que a consulta aos contactos é no Linkedin, on-line. Qual a diferença? Bem, se estiver na memória, nos servidores da App ou aproveitar interfaces com outros gestores de contactos, esta permitiria carregamento muito mais rápido e faria somente update a novos.

A instalação em Android foi rápida mas nunca foi possível usar a App, tendo esta sempre crashado em 5 tentativas.

unnamed (2)

Voltando ao iOS, o facto de o Linkedin obrigar a uma nova autorização cada vez que se usa (apesar da escolha “until revoked”), é sintomático que a relação entre os developers da APP e o Linkedin não é perfeita. Será porque o próprio Linkedin está a estudar uma solução semelhante e só espera ter um número suficiente de utilizadores? Só o Linkedin saberá…mas uma pista está aqui, eventual feature futura para users premium.

E…funciona?

Bem, nenhum dos meus contactos parece ter a APP instalada. De vários envios teste realizados, os meus contactos não receberam a mensagem. A função básica está algo limitada por esta opção, que devia ser alterada para algo como “O contacto x enviou-lhe a seguinte mensagem, para ver faça download da App em…”.

unnamed (1)

O “chat” (troca de mensagens nesta fase) tem indicação Offline/Online em cada contacto. Mas um IM é enviarmos uma mensagem e termos resposta rápida do destinatário.

 

O que poderia ser

Para algo existir, é preciso que haja clientes. Eu estaria disposto a pagar por uma aplicação que me permitisse contactar por chat, contactos via Linkedin.

 

Os problemas no desenho do produto são os seguintes:

– Característica: depende de aceitação, não tem ligação automática a outros IM’s e não oferece na prática uma forma mais imediata de falar com alguém que temos urgência em falar

– Produto: se oferecesse uma forma de enviar uma mensagem a um contacto, um pedido de chat ou mensagem, através de múltiplas plataformas (basicamente encontrando a pessoa), sem trabalho extra nenhum, isso sim seria uma vantagem competitiva considerável.

– Concorrência/Marketplace: Chat é bom, se fosse bem feito. Mas uma App tem de oferecer mais características, que apenas uma. A não ser seja a melhor do mundo nisso. Ora, o facto é que esta não é, nem na sua especialização. Quanto ás características da versão 2.0, não sou optimista:
  • Voice mail (interessante pelo aspecto “humano” da voz, mas não se percebe em termos de desenvolvimento de produto qual a direcção)
  • Convites para a App (já devia pressupor)
  • Convites para uma reunião (Ver App HereonBiz, especializada nisto e bem realizada)
  • Ver updates e página inicial (Linkedin App já faz)
  • Postar updates (Linkedin App já faz)

No geral tenho bastantes reservas técnicas, pois o que tenho verificado até agora é um acesso geral bastante lento e multiplos crashes. Não acredito que mais características venham ajudar.

Basta pensar que se usarmos um gestor de contactos do género Brewster em interface com um Whatsapp, Facebook messenger App, Skype ou Viber, obtenho os mesmos resultados, senão melhores. Então porquê mais uma App?

 

O que os utilizadores do Linkedin e outras redes profissionais precisam é de um gestor de contactos, que permita listas por interesses/grupos, manter-nos em contacto com essas pessoas, dar ás pessoas que nos seguem conteúdos personalizados e permitir networking (arte de construir relações profissionais mutuamente proveitosas).

O que precisamos no geral, são Apps 2.0. mais inteligentes, mais interligadas e muito melhor construídas, tanto como produto quanto tecnicamente.

 

O que acham?

 

António Rocha Ferreira Entrepreneur

Nota: este texto foi escrito ao abrigo do antigo acordo ortográfico.

Contactos:

Antonio Rocha Ferreira

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *