Estratégia Google

Guest Post- Ricardo Andorinho


O fenómeno Google como todos o conhecemos é resultado da combinação de um vasto conjunto de variáveis. É razoável dizer que o conhecimento técnico e a estratégia escolhida foram e continuam a ser duas das variáveis chave para o sucesso da organização. A Google foi fundado em 1998 e desde aí que a empresa não pára de nos surpreender, dada a velocidade com que consegue lançar produtos e reinventar os existentes. Muita coisa mudou, mas existe algo que se mantém ao longo dos tempos: o modo e a forma de entrada em novos projectos e a estratégia de negócio. Primeiro o Google investe muito na criação de uma base de dados de utilizadores do serviço (massificação). Serviços gratuitos “user friendly” aplicações, ou ferramentas técnicas. A marca atingiu um crescimento rápido e exponencial. Esta estratégia permite à Google dominar mercados que vão desde a criação do motor mais eficiente do mundo a conceitos mais recentes, como “cloud computing” ou software “mobile” (Android). Outra das mais-valias é o recrutamento da Google. Quando o primeiro grande investidor da Google entrou no capital, aconselhou Page e Brin a contratarem os melhores e a pagarem-lhes como tal.


A Google ensina, oferece e só depois vende, especialmente a clientes institucionais. Desde o primeiro Add de texto (Adwords) na sua primeira versão do navegador, até aos dias de hoje muito se tem escrito, mas poucas pessoas conhecem a realidade desta organização fantástica de meios financeiros e humanos. O que vemos muitas vezes como profissionais é que ferramentas gratuitas e muito poderosas não são usadas por particulares e empresas, apenas por falta de conhecimento. Acreditamos que a tecnologia, quando usada para solucionar problemas, só tem vantagens, e claro se se souber utilizar.

Hoje quem não está na Internet ainda não está preparado para o mercado global. Quem conhece um negócio que seja credível e apresente vantagens competitivas claras que não tenha forte presença na world wide web? Existem muitas empresas de nicho, que são excelentes empresas, mas que ainda estão de costas voltadas para a Internet e para a exploração do seu potencial. As empresas, mais do que no passado, têm de olhar para o seu site como uma ferramenta com potencial para ultrapassar os limites da empresa.

O esforço que fazemos na MBUintelligence é articular, conhecimento específico e técnico para que os nossos clientes possam ser mais eficientes através de um meio de comunicação que pode mudar tudo na sua vida ou negócio. Hoje, não basta ter uma página web bonita para se conseguir uma visibilidade web aceitável numa empresa que acaba de ser lançada.

O Marketing Digital alavanca a comunicação com o consumidor. O inbound marketing, nome técnico que manifesta esta alteração do sentido na comunicação (antes empresa/mercado, agora mercado/empresa), é muito barata e apresenta taxas de retorno facilmente mensuráveis, e impossíveis de igualar utilizando outros suportes de comunicação.

A grande vantagem de um bom plano de Marketing Digital contempla variados meios e depende acima de tudo da monitorização constante da campanha. O controlo do plano e o retorno associado a cada meio mostram o sentido que o mercado indica e muitas vezes obriga a alterarações profundas do plano, realidade também ela facilitada no digital, quando comparada com outros suportes mais tradicionais. Surpreende ver como o mercado tem a chave da comunicação, na urtilização das plataformas utilizadas. A influência de determinado domínio na Internet e as comunicações ligadas a esse site são requisitos necessários para se verem garantidos bons resultados. Esta influência é percebida tecnologicamente pelos motores de busca que indexam conteúdo de acordo com as suas fórmulas de indexação. Para além da importância do desenho da página web, o conteúdo, os Links que direccionam ou são direccionados para esse domínio, e a actividade desse domínio (actualização de conteúdo, publicação em portais especialidade, blogs, redes sociais, etc) assumem todo o poder na www e fazem com que a probabilidade da acção (informação, opinião, comentário, compra) seja muito maior. A acessibilidade e a navegabilidade das plataformas são factores sempre importantes. No mundo da WWW tudo é importante.

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *